Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Bridget Jones Portuguesa

O diário de uma marketer a tentar levar uma vida mais saudável

Miragens Sociais

Hoje, enquanto navegava pelo instagram, encontrei esta frase.

Quantas vezes - mas mesmo quantas vezes mesmo - não tecemos criticas realmente duras a nós mesmas(os) por nos compararmos com a realidade de outrem que, tantas vezes, não é tão real assim?

 

Refiro-me às mais variadíssimas coisas: ou porque tem o corpo perfeito, ou porque viaja imenso, ou porque tem uma vida social que, àquilo que o ecrã nos mostra, é realmente excitante! O que muitas vezes nos esquecemos é que isso não passa de uma mera projecção e que, rara excepção, está cheia de filtros. Não só a própria conta, como a pessoa em si também. 

 

Na verdade, não é assim tão importante se tens um perfil cheio de fotos bonitas, mas por dentro não te sentes assim. Não é importante se tens um perfil com imensas fotos em grupos se depois te sentes sozinha junto deles. Não é importante se tens um perfil cheio de fotos altamente enquadradas com a tua cara metade se, no final do dia, ele nunca tiver uma palavra carinhosa para te dar. 

 

É preciso importarmo-nos - e compararmo-nos - menos com aquilo que pômos nas redes sociais e passar a cultivar com carinho aquilo que levamos diáriamente dentro de nós. 

 

Capturar.JPG