Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Bridget Jones Portuguesa

O diário de uma marketer a tentar levar uma vida mais saudável

Inspiring Friday #1

Ora, tendo este blog sido criado com o objetivo de ser uma espécie de diário dos tempos modernos (entenda-se: digital), relacionado com a luta diária de uma miúda por conquistar um estilo de vida mais saudável, faz-me todo o sentido a escolha desta primeira Mulher.

A primeira Mulher de que vou falar, não está presente no "meu mundo dos blogs", mas está, diariamente, presente no meu instagram @fitness.bridget e inspira-me pelos mais diversos motivos: 

 

Carolina Patrocínio 

 

Duvido que, haja alguma alminha por esse Portugal fora que, não conheça este nome.

Acredito que até pessoas mais idosas conhecem a Carolina. Seja porque a veem na televisão ou pelas constantes notícias e criticas de que é alvo em algumas revistas cor-de-rosa-maló-dizendes

Quando olho para a carolina "não vejo" o six pack. Não vejo se treina de segunda a domingo, se não come o pequeno-almoço antes de ir treinar ou se treina que se farta mesmo estando a gerar uma mini criaturinha, adorável, durante nove meses como se nada fosse.

 

Pelo contrário, vejo uma Mulher forte, determinada, com a cabeça e vontades próprias no sitio e muito bem definidas. Vejo uma mulher impermeável a criticas, que sabe o que quer e para onde vai. Vejo uma Mulher que é um exemplo para as filhas no que diz respeito à verdadeira essência do que é ser pessoa e mulher. Se é linda? Se tem um corpo invejável? Malta, nem o Brad Pitt consegue encher os olhos de todas as mulheres, como é que a Carolina haveria de o conseguir? 

Porque lá está, há gostos para tudo e as pessoas muitas vezes parecem esquecer-se disso mesmo. Bonito para mim é ver uma mulher que se sente feliz no corpo que tem e que, diariamente, luta para ter/manter. Não me cabe a mim, nem ao vizinho do lado, dizer se está certo ou errado. 

Claro que há opiniões. E opiniões nunca fizeram mal a ninguém. Obviamente que eu posso dizer se gosto ou não de ver. Mas o que eu sinto na verdade, é que as pessoas excedem o simples comentar e roçam muitas vezes no desagradável. São maldosas e parece que quase querem que a pessoa se sinta mal na sua própria pele (muitas vezes são essas mesmas pessoas que se queixam dias a fim de que tem de perder peso e fazem bola em relação a isso...).

Cada mulher é livre de tomar as escolhas que entende com o seu corpo. É livre de decidir como quer treinar e nutrir o corpo e a alma. O "eu acho que.." deve valer de muito pouco ou quase nada.

A Carolina é um exemplo que vai muito para além do físico, até porque só assim poderia ser um exemplo para mim. 

 

p.s.- mas vamos lá a ver.... que a "miúda" tem um bom rabo, tem! 

Capturar.JPG